Diretoria de Futebol é apresentada e promete gestão moderna e transparente

Por Raimundo Augusto - Assessoria de Comunicação

Futebol Profissional em 24/10/2017 Compartilhar

O Presidente do Clube do Remo, Manoel Ribeiro, apresentou nesta terça (24), na sala de imprensa do Estádio Evandro Almeida, a nova diretoria de futebol para a temporada de 2018. O novo grupo que comandará o futebol azulino no próximo ano é composto pelo Deputado Milton Campos, Miléo Junior, que estiveram na coletiva de apresentação, além de Paulo Araújo.

Na apresentação foram colocados pontos importantes sobre o planejamento da nova etapa, que envolvem o inicio de uma gestão autônoma, moderna e coesa dentro dos principais setores que fazem o departamento de futebol funcionar.

Sobre isso, o diretor Miléo Junior esclareceu. “Quando nós conversamos com o presidente, entendemos que o futebol é o carro chefe do clube, e os bônus e ônus vem a partir dele. Sendo assim, precisamos fazer uma gestão profissional do futebol, para isso, temos que ter suporte. É inevitável pensar em um futebol sem pensar num marketing forte, um ‘Nação Azul’ forte e um comercial forte. Se esses setores não estiverem sincronizados, falando a mesma língua, fica difícil”, concluiu.

Sobre como serão conduzidos esses processos no futebol, Miléo esclareceu. “Vamos ter uma pessoa para fazer toda a organização financeira do futebol, que será o Haroldo Picanço, para que se tenha uma gestão autônoma e transparente. O clube precisa resgatar essa credibilidade, precisamos deixar em dia os salários de jogadores e funcionários, e isso vai ser uma luta incessante nossa. Mas acredito que com trabalho e agregando pessoas boas nós conseguiremos. O recurso do ‘Nação Azul’ tem que ser destinado ao futebol, quando a pessoa paga o sócio torcedor ela espera ver um time forte, diferentemente de um sócio proprietário, por exemplo”.

O Deputado Milton Campos destacou a importância de manter o clube saudável financeiramente para ter um Futebol forte no próximo ano. “ Nós não podemos fugir dos problemas do Remo, mas temos que destacar que o débito do Clube vem diminuindo, principalmente na Justiça do Trabalho. Em 2015 o Remo tinha 147 processos, em torno de 15 milhões. Hoje não tem nenhum processo de execução na centralizada. Tem um débito do conciliar que está sendo pago e alguns processos em execução, e vários processos que já foram negociados. O clube diminuindo o passivo trabalhista, diminui as dividas em todos os outros setores. Quem assume o futebol  sabe que a receita do futebol vai ser utilizada para pagar os salários atuais, mas também os passivos do clube. Quem quer resgatar a credibilidade tem que pagar o que deve, o mal pagador não tem mais sucesso no futebol brasileiro e mundial”, afirmou Milton.

Sobre possível especulação da contratação de um novo treinador, Milton Campos explicou. “O Clube não se pronunciou de forma oficial, em nenhum momento disse que já tem treinador ou executivo contratado. Até o fim deste mês devemos fechar com um executivo de futebol e posteriormente com o treinador. Já conversamos com boa parte do elenco de 2017, maioria encaminhamos acordo, alguns já quitados, alguns de forma parcelada. Vamos agora chamar o restante do elenco para resolver esta situação”, concluiu.

Foto: Samara Miranda – Ascom Clube do Remo



Voltar Imprimir

ÚLTIMAS

      NOTÍCIAS

Futebol Profissional

Após ter seu nome gritado pela torcida, Levy quer manter o bom momento contra o Galo

Futebol Profissional

Um dos destaques na estreia, Elielton prevê dificuldades contra o Independente

Futebol Profissional

Ney enaltece a torcida e frisa a importância de ter peças de reposição